5% OFF com o cupom SEGUROVIAGEMEUA5

Como funciona o sistema americano de saúde?

7 de agosto de 2018 Redação

Quem for viajar para os EUA deve ficar atento ao sistema americano de saúde. Por não conter um sistema público, os cuidados médicos custam muito caros! Por exemplo, se você não tiver seguro e precisar de uma internação, terá que pagar cerca de US$ 30 mil pelo atendimento, o que dá aproximadamente R$ 108 mil.

Nos Estados Unidos, a lei prevê que todos os cidadãos devem ter convênio particular. E claro que isso gera muita polêmica! Sofrendo alterações desde 2010, este tipo de sistema gera muito debate. Alguns dizem que o governo deve arcar com essa despesa, já outros concordam que a população precisa incluir estes gastos nas suas despesas.

Por esses motivos, você precisa ter um cuidado redobrado ao viajar para os EUA. Fazer uma trip é sempre motivo de alegria, mas ninguém nunca pensa na possibilidade de ficar doente e precisar de atendimento médico. Geralmente, só quem já passou por um aperto nesse sentido é que se preocupa com esta questão. Mas, pensando nisso já estou te dando as dicas para evitar futuros transtornos.

 Compare preços de seguro viagem para EUA»

 

Como funciona a saúde pública nos Estados Unidos?

Sistema americano de saúde

Os Estados Unidos usam o sistema federalista, o que dá aos estados bastante autonomia para criar seus próprias regras e leis. Sendo assim, cada estado oferece diferentes tipos de planos de saúde e regula o seu funcionamento. As provedoras de seguro geralmente são empresas privadas separadas das clínicas e hospitais.

Qual é o melhor seguro viagem para Miami?

 

Sistema de saúde brasileiro x americano

Como é a saúde nos Estados Unidos

No Brasil, as pessoas podem optar pelo plano de saúde privado ou usufruir do SUS (Sistema Único de Saúde), bancado pelo Governo Federal. Já os americanos só conseguem atendimento ao apresentar um convênio particular.

A excessão é para os idosos e pessoas que estão abaixo da linha da pobreza. Eles são beneficiados por convênios gratuitos como o Medicare e Medicaid, que prestam apenas atendimentos simples e de emergência.

O Medicare foi lançado em 1966, pelo governo federal, e atende os americanos de 65 anos ou mais, que contribuíram com impostos para a saúde durante os anos trabalhados, e pessoas com deficiências ou condições que as afastem do trabalho, assim como algumas doenças terminais.

Esse convênio possui quatro tipos de serviços diferentes, mas, infelizmente, nem todos os beneficiados têm direito a todas.

Como ser atendimento por um médico nos Estados Unidos

São eles: Seguro Hospitalar, que inclui internações, cuidados em centros de enfermagem especializados, medidas paliativas e alguns cuidados de saúde em domicílio.

Já o Seguro Médico cobre os atendimentos, cuidados ambulatórios, suprimentos e serviços preventivos. E dois planos oferecidos por empresas privadas para seus funcionários. Neste caso, o governo não arca com os custos.

O Medicaid é um convênio voltado para a população que não tem condições de pagar pelo serviço. Ao contrário do Medicare, que é financiado pela previdência dos Estados Unidos, o Medicaid é bancado pelo governo federal, juntamente com os estados.

Eles reembolsam os hospitais e médicos que fazem os tratamentos e atendimentos a essas pessoas. O governo obriga os estados a concederem benefícios para alguns grupos, como as famílias de baixa renda e crianças que recebem renda de segurança suplementar do Estado.

Seguro viagem para Nova York: qual o plano ideal?

 

Preços do sistema de saúde dos Estados Unidos

Preços do sistema de saúde dos Estados Unidos

Como já citei anteriormente, cuidados médicos são muito caros no Estados Unidos. Quem não possui convênio médico, se precisar tratar uma perna quebrada, por exemplo, pode desembolsar mais ou menos US$7.500, o que dá por volta de R$27.000.

Isso por que eu estou falando de um procedimento simples, agora imagina um atendimento mais complexo?! Vamos precisar vender uma casa para pagar!

O jeito mais fácil de conseguir um plano de saúde é trabalhando para uma empresa que tenha esse benefício para o funcionário. Mas, no geral, os americanos não têm direito e também não possuem dinheiro para pagar um convênio médico por conta própria.

De acordo com dados do Census Bureau, divulgados pela BBC, 46 milhões de pessoas não tinham seguro em 2007. Porém, esse número caiu um pouco por conta de programas como o Obamacare, que facilitou o acesso da população a esse tipo de serviço. Em 2016, por exemplo, 28 milhões de pessoas não tinham plano de saúde.

Seguro viagem com maior cobertura: saiba as vantagens

 

Atendimento médico nos EUA durante as férias

Check list de férias nos EUA

Se você estiver viajando nos EUA e, por um acaso, precisar de atendimento médico, o primeiro passo a tomar é: procurar uma Urgent Care Clinic. Lá, você vai realizar a primeira consulta e receber os cuidados mais emergenciais, como os remédios.

Caso tenha necessidade, os funcionários te encaminharão ao local correto. Esta é a opção mais barata e serve para ocorrências mais simples. Já o Emergy Room do hospital é a opção mais cara e indicada para acidentes e casos mais graves.

Se você tiver um plano de saúde americano, o método para sua utilização é bem similar a do Brasil. Primeiro, você procura o especialista desejado no site do convênio e entra em contato para agendar a consulta.

Para isso, será preciso informar o seus dados pessoais e do plano. Dependendo da especialidade e do volume de atendimentos, pode demorar um pouco até que você seja recebido pelo médico.

Cotação do melhor seguro viagem para Disney

 

Seguro Viagem funciona mesmo nos EUA?

Seguro Viagem funciona mesmo nos EUA?

Seguro Viagem é um item essencial para qualquer destino, principalmente para os Estados Unidos. Você não é obrigado a contratar um para entrar no país, mas, como já expliquei aqui, os custos são muito elevados. Então, imagino que você não vai querer pagar caro por um atendimento médico, não é mesmo?

Respondendo a pergunta acima, sim, eles funcionam. Na hora de utilizar, o processo pode variar um pouco de uma seguradora para outra, mas, no geral, você deve ligar para o telefone de atendimento e pedir as orientações.

Eles vão te informar os hospitais e clínicas que podem ser utilizadas e, em alguns casos, podem até enviar um médico ao seu hotel. Normalmente, você arca com o custo do atendimento e depois é reembolsado. Mas pode ser que o próprio seguro faça o pagamento.

 

Como escolher o Seguro Viagem ideal?

Como escolher o Seguro Viagem ideal?

Existem muitas opções no mercado, cada uma com um atrativo diferente. Mas, independente do preço, você precisa prestar atenção em três serviços essenciais: assistência médica por doença ou acidente, assistência funerária e repatriação (processo de devolução voluntária de uma pessoa ao seu local de origem ou de cidadania).

Prefira seguradoras confiáveis, elas serão a sua garantia de um atendimento eficiente na hora que você precisar. Além disso, existem outros benefícios oferecidos e que cabe a você analisar.

Essa é uma análise mais pessoal, vai depender do seu destino e das suas necessidades, se você fica doente com facilidade, tem alguma condição específica, entre outros.

Mas as coberturas mais comuns são: cancelamento de viagem, extravio e atraso de bagagem, extensão de internação hospitalar, medicamentos, assistência odontológica e passagem de ida e volta para um familiar.

 

Vale viajar com o seguro do cartão de crédito?

Seguro do cartão de crédito é presta?

A resposta para esta questão vai depender muito de como é sua relação com a operadora do cartão de crédito.

Geralmente, eles só oferecem cobertura para as despesas médicas e hospitalares para os clientes das faixas Platinum ou superiores, que são voltadas aos clientes com alto poder aquisitivo.

Se esse não é o seu caso, esqueça. Para os clientes mais comuns, de menor renda, o seguro cobre apenas acidentes em caso de morte.

Dificilmente, um seguro viagem atrelado a um cartão de crédito vai ser a melhor opção para quem vai viajar para os Estados Unidos.

Mas, se você faz parte do seleto grupo de alta renda e deseja utilizar o serviço, a operadora costuma exigir que as passagens sejam pagas no mesmo cartão que oferece a cobertura para que o seguro viagem possa ser validado.

Seguro viagem ideal: como escolher o seu?

 

Contrate o seu seguro viagem para EUA

Como contratar seguro viagem?Neste artigo, eu expliquei como funciona o sistema americano de saúde e deixei bem claro que, se você precisar de um simples atendimento médico, como um dedo fraturado, você vai ter que gastar muito dinheiro! A alternativa vai segura e econômica é contratar o seguro viagem. Além de te proteger em várias situações, você gasta bem menos.

Espero que eu tenha tirado todas as suas dúvidas a respeito deste assunto. Se você ainda tem alguma dúvida ou quer dar sua opinião a respeito, comente aqui neste post. Vamos trocar informações e facilitar a vida de quem vai viajar para os Estados Unidos, afinal, ninguém gosta de gastar além de conta e passar perrengues.

Não deixe de simular agora mesmo o preço do seguro viagem para os Estados Unidos! Basta inserir as datas da sua viagem no formulário e comparar 😉